Utilidade de um scanner 3d

Os formatos STL, na maioria das vezes são adquiridos através de câmaras de digitalização de objectos 3D.
As utilizações destas câmaras encontram aplicações no universo da: Engenharia inversa – de fácil de manuseamento e exacto, servindo para inspeccionar os produtos; Design – criação de embalagens para objectos digitalizados; na ergonomia; objectos criados artesanalmente ou manualmente; Arquivo digital – poupança de dinheiro, no arquivamento de peças ferramentas, amostras e protótipos em formatos CAD; Artes e Cultura – nas digitalizações de artefactos, ou objectos que requeiram restauros ou reconstruções de peças artísticas ou arquitectónicas também para recriar peças para o transporte dos artefactos, ou peças para de museus; Medicina – reprodução de exactidão de órgãos e ossos complexos para cirurgias e produção de próteses mais confortáveis.
O exemplo indica a inspecção do interior de um tubo.
O sistema de aquisição de dados é realizado através do processo de digitalização de superfícies através do envio de pontos de luzes para o objecto em planos sobre o objecto real em causa para receber uma percentagem dos pontos enviados (nuvem de pontos) assim criar o modelo CAD. Para verificar a tolerância do modelo CAD, normalmente faz-se uma segunda passagem, tendo que o objecto real estar alinhado com modelo CAD obtido anteriormente através da nuvem de pontos.
Para o caso de determinadas indústrias o controle dimensional de objectos produzidos através de modelos de CAD pode ser obtido através deste tipo de câmaras, que podem ser mais precisas que forem suportadas por um robot com vários graus de liberdade.
Enviar um comentário