CAD para aplicações noutros sistemas (Parte2/2)

Continuação - CAD para aplicações noutros sistemas (Parte1)
2.4.2. Desenvolvimento de uma rede de parâmetros do meta-modelo
O meta-modelo obtido na subsecção anterior é usado para desenvolver uma rede de parâmetro correspondente a IMAGEM08 mostra uma parte da rede de parâmetros gerada por SA-CAD, mas que primeiro observa para entidades e fenómenos físicos definidos no meta-modelo a fim de introduzir correspondentes parâmetros geométricos e temporal para os modeladores geométricos e de processo. A geometria de uma entidade é definida por nove parâmetros (rotação, escala e transporte parâmetros em relação às coordenadas cartesianas), essas entidades são escalados e colocado no modelador geométrico com base nesses parâmetros após definir a sua forma primitiva. A forma primitiva dessas entidades como por exemplo, caixa, cilindro e esfera é considerado como uma propriedade de entidades herdadas de suas entidades de superclasse. Por exemplo se a forma de um cilindro de entidade é cilíndrico, porque a sua superclasse é “entidade cilíndrica”. Quando a geometria de entidades do modelador geométrico é definida com esses parâmetros e a sua forma primitiva SA-CAD pode extrair outros parâmetros característicos relacionados com a geometria como limites máximos e mínimos e localizações possíveis com relação às coordenadas no modelador geométrico como por exemplo, Xmax e Xmin do “Aquecer” na IMAGEM08. Os parâmetros temporais definem a ocorrência e término de cada fenómeno físico que são usados ​​para definir o comportamento de produtos como uma colecção de ocorrência e cessação de todos os fenómenos físicos na modelação do processo. Na IMAGEM08, início e fim são os parâmetros temporais de “transmissão de calor” .
Além destes parâmetros geométricos e temporal os parâmetros de entidades necessárias para o desenho do sistema são especificados, como por exemplo pode ser mostrado de que a definição de um fenómeno físico que “transmissão de calor” inclui na ocorrência das ligações tenha parâmetros de hiperligações e ligações a parâmetros e aos detalhes de expressão.
Ocorre especificar as entidades relacionadas com o fenómeno físico como por exemplo o objecto de origem? Definir a direcção de referência de “transmissão de calor”, a direcção do fluxo real depende do valor de parâmetros tais como a temperatura e estes parâmetros e relações são especificadas por hiperligações de paramentos e tem expressão nas respectivas hiperligações. SA-CAD usa um mecanismo de raciocínio regra baseada numa construção de soluções de problemas para instanciar parâmetros e suas relações com entidades de ligação na definição com por exemplo a fonte com que as ligações são definidos na meta-modelo como por exemplo “Aquecer”, podendo se ilustrar o algoritmo para instanciar os parâmetros e as suas relações, como para todos os fenómenos físicos dos meta-modelos e entidades relacionadas com a sua ocorre a ligação que são identificados. Em seguida o algoritmo verifica se novos parâmetros e suas relações definidas com parâmetros que têm ligações e tem expressão nas ligações que existem no meta-modelo. Se eles existem as variáveis ​​nessas hiperligações são presos com os elementos correspondentes no meta-modelo. Caso contrário os novos parâmetros livres e suas relações são instanciados.
No raciocínio acima presume-se que a ocorrência de todos os fenómenos físicos é garantida pela existência de entidades necessárias e suas relações. A fim de verificar a ocorrência de fenómenos físicos na meta-modelo antes deste raciocínio, SA-CAD utiliza o sistema de raciocínio físico baseado na função (PFRS) que para cada característica física armazenada na base física característica do conhecimento, cheques PFRS se ou não a meta-modelo inclui um conjunto de entidades e suas relações que as entidades de jogos e suas relações ligadas com fenómenos físicos incluídos no recurso físico. PFRS também na instância de fenómenos físicos incluído características físicas na base física das características do conhecimento que não estão explicitamente definidos na meta-modelo mas o meta-modelo inclui um conjunto de entidades e suas relações de correspondência com os definidos no recurso físico correspondente.
Na definição das relações entre os parâmetros SA-CAD actualmente podem ser suportas expressões matemáticas sobre as regras físicas e relações qualitativas sobre proporcionalidade e diferenciais para simulação qualitativa com base na teoria do processo qualitativa como por exemplo a expressão do modelo, podendo ver a taxa que indica o aumento da temperatura do objecto? Objecto como uma função da temperatura? Fonte e os outros parâmetros, e que expressão? Indica o cálculo da potência de? Fonte necessária durante o fluxo de calor? A expressão? Mostre uma relação diferencial qualitativo que a derivada da temperatura de? Objecto é proporcional à sua massa durante o fluxo de calor. Em SA-CAD essas expressões são usadas para gerar as relações entre parâmetros e expressões.
Além disso o desenhador do sistema pode definir manualmente as relações de parâmetros usando o parâmetro de modelação de rede. No exemplo acima o desenhador do sistema manualmente definiu as relações de parâmetros (a) e (b) relativamente à “Transferência de Calor” que acorre “Aquece” e “Papel” como mostrado na IMAGEM08 a relação que indica que a duração do “Inicio” e “fim” da “Transferência de calor” que é o comprimento do aquecedor sobre a velocidade de “Papel”. A relação (b) indica que o comprimento do aquecedor é a escala de aquecedor em relação ao de coordenadas cartesianas Xmax-Xmin, estas relações ligam parâmetros definidos nos fenómenos físicos e aqueles utilizados para a definição da estrutura e do comportamento do modelador geométrico e o modelador de processo.
2.4.3. Avaliação da consistência entre a meta-modelo e parâmetro de redes
Parmetros relacionais de computaoIMAGEM09- Parâmetros relacionais de computação
O desenhador do sistema define e visualiza a estrutura e o comportamento de um produto usando o modelador geométrico e o modelador de processo, os valores dos parâmetros usados ​​nestes modeladores são armazenados na rede de parâmetro e as relações entre os valores destes parâmetros podem ser inconsistentes com as relações espaciais e temporais definidos no meta-modelo, sendo o caso particularmente das falhas do desenho com base em tal inconsistência aparece mais frequentemente quando os diferentes desenhadores sejam estes engenheiros mecânicos para os engenheiros de controlo do comportamento geométrico atribuam valores de entrada separadamente. A fim de detectar tal inconsistência SA-CAD colectando os valores dos parâmetros e calculando as relações de parâmetros usando os valores, e comparar essas relações com os simbolicamente definido nos meta-modelos, mas para fazer isso o presente estudo propõe três sub passos mostrados na IMAGEM09.
Símbolo Notação gráfica Símbolo Notação gráfica
E (A igual a B) AAA A (A depois de B) ----AAA
BBB BBB----
B (A antes de B) AAA---- mi (A dirige-se a B) ---AAA
----BBB BBB---
M (A encontra B) AAA--- oi (A superposto por B) --AAA
---BBB BBB--
O (A superpõem B) AAA-- di (A contem B -AAAAA-
--BBB --BB--
D (A durante B) --AAA-- si (A iniciado por B) AAAAA-
-BBBBB- BBB---
S (A inicia B) AAA--- fi (A finalizado por B) -AAAAA
BBBBB- ---BBB
F (A finaliza B) ---AAA
-BBBBB
Tabela01-Tipos de relação entre os dois intervalos.
Primeiro o desenhador do sistema atribui valores de parâmetros de definição de valor e em segundo lugar estes valores são utilizados para calcular os valores de outros parâmetros com as relações do parâmetro valor de propagação.
Quando os parâmetros de relações incluem expressões matemáticas ferramentas computacionais adicionais que podem ser utilizadas para a propagação de valor, como por exemplo alguns valores dos parâmetros pode ser determinada através da resolução de um sistema de equações seja com as relações dos parâmetros como são atribuídas com uma equação solver comercial, mas por fim as relações de parâmetros são calculados através da avaliação de expressões matemáticas relacionadas com o dado conjunto do parâmetros de valor.
Verificao das relaes de parmetros
IMAGEM10-Verificação das relações de parâmetros
A IMAGEM10 classifica os tipos de relações obtidas através da avaliação da consistência das informações do desenho sobre o comportamento e estrutura. As RPN-“Relações de Parâmetros Calculados” incluem todas as relações espaciais e temporais definidos no meta-modelo RMM, as relações definidas são coerentes R1 ou inconsistente R2 com as relações correspondentes computados, além disso há relações computadorizada que não estão incluídos na meta-modelo R3 ainda. A identificação das relações pertencentes ao tipo R3 é útil para notificar tais relações ignorados ao desenhado do sistema.
Índex
Tipo
r1
d (A durante B)
r2
di (A contém B)
r3
o (A superpõem B)
r4
B (A antes B)
Tabela02-Simplificados tipos de relação entre os dois elementos espaciais numa única coordenada
Um exemplo de uma tal relação é de um contacto entre duas entidades no modelador geométrico o qual não está definida no meta-modelo o sistema SA-CAD notifica-se com contacto que é uma relação intencional mas ignorado pelos desenhadores do sistema ou não é relevante para a realização das funções portanto, o contacto não é necessário. As outras relações são definidas como R4 seja relações calculadas que não são importantes para o desenhador do sistema e não são definidos no meta-modelo.
Índex
n(r1)
n(r2)
n(r3)
n(r4)
Tipo
A
3
0
0
0
Incluído
Ai
0
3
0
0
Incluído
B
2
1
0
0
Penetração
Bi
1
2
0
0
Penetração
C
2
0
1
0
Plano de suporte
Ci
0
2
1
0
Plano de suporte
D
1
1
1
0
Contacto  cruzado
E
1
0
2
0
Suporte à beira  
Ei
0
1
2
0
Suporte à beira  
F
0
0
3
0
Contacto de canto
G
Caso contrário 
Sem contacto
Tabela03-Tipos de relação entre dois elementos espaciais
A avaliação das relações de parâmetros é baseada na lógica de intervalos, em que um intervalo é definido por um par de pontos representativos do seu início e fim. A lógica oferece treze tipos de relações mutuamente exclusivas entre dois intervalos A e B, que são representados com quatro parâmetros, Ainício, Afim, Binício, e Bfim. Os tipos de relação são determinados pelas relações de grandeza entre estes parâmetros. A Tabela01 resume os tipos de relações e esses tipos de relações que não são explicitamente definidos são também calculadas com um método de propagação de restrições do quadro de transitividade em que mantém a consistência entre os intervalos de três locais. Embora o intervalo baseado em lógica foi aplicado principalmente ao raciocínio no tempo como por exemplo em alguns estudos que mostraram a possibilidade de alargar a sua aplicação a um raciocínio no espaço. SA-CAD aplica-intervalo com base lógica para a avaliação das relações de parâmetros, em termos de comportamento do tempo e estrutura no espaço, e os parágrafos a seguir resumem o método.
SA-CAD primeira adquire os valores dos parâmetros temporais, os valores são utilizados para calcular as relações temporais entre duas relações de fenómenos físicos usando a Tabela01 e o SA-CAD compara as relações temporais computadorizada com o TRMM e as relações temporais definidos na meta-modelo para verificar a consistência temporária entre os fenómenos que ilustram o algoritmo de avaliação das relações espaciais, SA-CAD primeiro recolhe os valores dos parâmetros geométricos. Os valores correspondentes a cada entidade são usados ​​para obter xmin, ymin, zmin, xmax, ymax, e zmax, que representam a caixa delimitadora da entidade. A Relação espacial entre duas entidades A e B é definido por um tripleto (Rx, Ry, Rz). Cada elemento do tripleto Ri é um dos tipos de relação da tabela01. Como proposto numa questão de simplicidade os tipos de relação são classificadas em quatro tipos de relações espaciais da Tabela02, assumindo que os parâmetros Ainício, Afim, Binício, e Bfim, têm valores diferentes. A versão completa da lógica foi implementada em SA-CAD, bem como a simplificação que só é aplicado ao cálculo da relação espacial dos tipos disponíveis nesse passo. Considerando-se a combinação dos tipos de relações espaciais das coordenadas individuais que são onze tipos de relações mutuamente exclusivos espaciais para SRpn que se vê na Tabela03, as superclasses dos tipos de relações espaciais também são definidos como por exemplo no contacto como a superclasse do plano de suporte. SA-CAD verifica se as relações espaciais computadorizadas pertencem às relações espaciais definidas no SRmm do meta-modelo ou das suas superclasses, também notifica os desenhadores da existência de contactos entre qualquer par de entidades sobre o modelador geométrico, que não estão explicitamente definidos na meta-modelo ou seja, são relações espaciais pertencentes a R3,
3. Demonstração
SA-CAD é usado actualmente para o desenho do sistema de arquitectura de uma impressora, uma impressora profissional tipicamente contém um certo número de módulos e subsistemas. O sistema de arquitectar do processo envolve um desenhador de sistema e uma equipe de especialistas de diferentes disciplinas de engenharia como por exemplo, engenharia mecânica, controle e aplicações para alcançar funções em vários domínios físicos como por exemplo a cinemática e a termodinâmica. Esta seção demonstra como o desenhador do sistema define e avalia especificações comportamentais e estruturais de uma impressora com novas funções usando SA-CAD, podendo-se visualizar alguns dos valores nas das interfaces gráficas de SA-CAD.
3.1. Definir e avaliar o comportamento e da estrutura de uma impressora
Uma caracterstica fsica
IMAGEM11-Uma característica física
Primeiro o desenhador do sistema desenvolvido num meta-modelo da impressora com SA-CAD, e antes de desenvolver o meta-modelo o sistema SA-CAD deve ser equipado com o conhecimento sobre as funções decomposição tendo a função de relações característica física de realização de função com relações de funções físicas, e a definição das entidades, fenómenos físicos, e as relações temporais e espaciais incluídas nas características físicas. O conhecimento necessário para completar a meta-modelo pode ser obtida através de análise de desenhos da impressora existentes ou recém-desenvolvidos na introdução de novas funções ou novas tecnologias. Não só pelo desenhador do sistema, mas também pelos engenheiros da área de domínio auxiliaram na colecção de conhecimentos. Para esta demonstração, a maior parte do conhecimento foi adquirido a partir de desenhos anteriores, em que o objectivo deste sistema foi de desenhar o desenvolvimento de uma impressora com um melhor desempenho.
Realizao e decomposio da funo
IMAGEM12-Realização e decomposição da função
A IMAGEM11 mostra o “Aquecimento do papel” característica física que é uma das características físicas preparadas antes do desenvolvimento do meta-modelo e armazenados na base de conhecimento. Consulte o aquecimento na IMAGEM07b na seção 2.4.1 para o significado de nós e hiperligações, e a característica física é uma parte do meta-modelo mostrado na IMAGEM12, podendo a função de nível superior a impressão pode ser decomposta em subfunções e características físicas. A IMAGEM13 mostra na mesma o meta-modelo com todas as características físicas expandidas após o desenho do sistema delegar entidades incluídas em diferentes características físicas. Até este ponto o desenhador do sistema pode identificar fenómenos físicos relevantes necessários para realizar as funções especificadas. No entanto a IMAGEM13 não era tratável para o desenho do sistema e outros pontos de vista para olhar para o meta-modelo de aspectos específicos tornou-se necessário. Esta foi uma das razões para o desenhador do sistema usar modeladores de aspecto diferentes em SA-CAD para realizar as seguintes tarefas.
Meta-modelo da impressora
IMAGEM13-Meta-modelo da impressora
Para definir o processo de transferência do toner da impressora o desenhador do sistema comunica com os engenheiros mecânicos que compreenderam o papel do fluxo e engenheiros de software que a informação dos tempo especificado relacionado com o papel do fluxo de e outros processos de controlo da impressora com base na experiência. Os engenheiros mecânicos dão ao desenhador do sistema o conhecimento sobre as relações entre os processos e os engenheiros de software o conhecimento sobre informações dos tempo quantitativos sobre estes processos. O desenhador do sistema usando o modelador de processos de SACAD para integrar o conhecimento e definindo as relações temporais entre esses processos e sua época quantitativa, como por exemplo a IMAGEM14 mostra as relações temporais no processo de transferência de toner e do processo de fluxo de calor, que formam uma sequência de cinco sobrepostas processos de transferência do toner a partir do “desenvolvimento da imagem” para a “Transferência pela superfície de contacto” e o “fluxo de calor” individualmente num tempo limitado por processos de transferência do toner. Na IMAGEM14 as relações temporais são especificados por blocos com etiquetas sobreposições, durante e depois, a informação de tempo sobre cada processo é representada pela posição de cada um desses processos no que diz respeito ao eixo horizontal. O desenhador do sistema utilizado SA-CAD para avaliar a consistência entre as relações temporais especificadas sobre o sincronismo entre os processos e os calculados ou seja o conhecimento do desenho separadamente obtido pelos engenheiros mecânicos e engenheiros de software, podendo haver uma mostra do resultado da avaliação das relações definidas sendo essas relações especificadas e as relações calculados mostradas nas colunas do meta-modelo e do paramento de rede respectivamente. Os resultados da comparação são mostrados na coluna da direita, seguindo a classificação na Secção 2.4.3, o qual verifica se o tempo considerado pelos engenheiros de software para a satisfação das relações temporais especificadas e consideradas pelos engenheiros mecânicos.
Fenmenos fsicos e suas relaes temporais sobre o modelador de processos e os resultados da avaliao.
IMAGEM14-Fenômenos físicos e suas relações temporais sobre o modelador de processos e os resultados da avaliação.
Em paralelo o desenhador do sistema utilizada o modelador geométrico de SA-CAD para modelar a geometria da impressora, embora o desenhador do sistema fosse autorizado a explorar diferentes configurações físicas e das configurações que fossem constrangidas por grandes restrições espaciais, como contactos assumidas por engenheiros mecânicos. SA-CAD apoiou o desenhador de sistema avaliando a consistência entre a sua/seu modelo geométrico com as limitações espaciais definidas na meta-modelo, podendo se ser mostra os resultados de uma avaliação da consistência. Um dos resultados mostra que a cabeça do toner e o papel no modelo geométrico não entram contacto entre si, o que era incompatível com a definição do contacto especificadas na meta-modelo na IMAGEM13. O desenhador do sistema modifica a configuração física dos elementos da impressora de modo que a configuração física pode cumprir as restrições espaciais. Além disso, a SA-CAD pode visualizar parte do conhecimento do desenho no meta-modelo de modo que o desenhador do sistema pode identificar as relações entre as entidades e funções através de fenómenos físicos, como por exemplo, o desenhador do sistema pode identificar o toner no papel e aquecimento do papel com aquecedor que estão relacionados com o papel, e contacto entre o pepel e a cabeça do toner aquecida são necessários para perceber em termos perceber quente do papel com aquecedor fazendo assim o fluxo de calor.
3.2. Analisando as relações dos parâmetros do modelo da impressora
O desenho do sistema analisa as relações dos parâmetros no desenho da impressora usando o parâmetro de rede modelador de SA-CAD. Podendo se ser mostrado uma parte dos parâmetros e equações como as relações entre os parâmetros, que está relacionado ao consumo de energia, produtividade e comportamento térmico da impressora em SA-CAD, as equações são numeradas e as expressões são apresentados separadamente, os parâmetros e equações são fechados pelas entidades e fenómenos físicos incluindo-se a eles próprios. As relações entre os parâmetros e equações estão conectados com relações e parâmetros através de hiperligações, os parâmetros podem ser marcados como por exemplo como uma constante ou variável, a fim de clarificar a propriedade de parâmetros do sistema a desenhar e o uso da propriedade para a análise de relações de parâmetro está fora do âmbito deste documento.
Alguns parâmetros na podem ser especificados pelos fenómenos físicos no meta-modelo. Os outros parâmetros são dados às entidades individuais como parâmetros espaciais ou parâmetros temporais individuais como dos fenómenos físicos, parâmetros geométricos e temporais podem-se tornar visível quando o desenhador do sistema definiu as relações de parâmetros incluindo-os.
4. Discussões
Esta seção discute os procedimentos e os trabalhos futuros da proposta de método de modelação do desenho do sistema e dos suportes computacionais implementados em SA-CAD. SA-CAD agora está sendo usado em outros casos de arquitectura no mesmo desenho de pesquisa, a discussão a seguir é baseada na avaliação preliminar obtida a partir dos investigadores/desenhadores/engenheiros. Os resultados podem ser avaliados rigorosamente com entrevistas estruturais e o modelo SA-CAD é continuamente melhorado no entanto a apreciação prévia é suficiente para resumir os principais resultados obtidos neste estudo.
4.1. Realizações
SA-CAD poderia oferecer um ambiente colaborativo para o sistema concorrente arquitectar em domínios multidisciplinares porque SA-CAD suportado comunicação entre o desenhador de sistemas e engenheiros de domínio, SA-CAD pode armazenar conhecimentos de desenho usados ​​no sistema de arquitectura independente de disciplinas específicas de engenharia, tais como contactos físicos para restringir a topologia de um conjunto de entidades. A rede de parâmetro pode ser útil para compartilhar relações de parâmetros com os engenheiros de domínio envolvidos no sistema de arquitectura que se conecta a níveis do sistema como critérios de desempenho como por exemplo na produtividade e no desempenho de uma impressora com utilizado neste estudo de caso especificado pelo desenhador do sistema e dos parâmetros de entidades individuais como por exemplo, a velocidade de condução da cinta considerado por outros engenheiros. Considerando essas relações de parâmetros que devem ser mantidos com um ambiente de desenho colaborativo como SA-CAD. Considerando o uso intensivo do conhecimento de engenharia em diferentes domínios da engenharia no sistema de desenho e do estudo que sugira a necessidade de estudos de acompanhamento num ambiente de desenho colaborativo com base na física ontologia sistemas de engenharia no desenho de sistemas.
Este estudo mostrou que o uso de informação geométrica no sistema com suporte computacional. O tipo de informação geométrica considerado no estudo foi de relações espaciais como pré-requisitos para garantir a ocorrência de fenómenos físicos específicos para realizar funções necessárias. Tais informações poderão ser normalmente ignorado pelo desenhador do sistema mas considerando essencial por engenheiros de domínio, como tal informação deve ser introduzida num estágio do desenho do sistema e visualizados em relação ao conhecimento relevante em diferentes domínios como funções e fenómenos físicos. SA-CAD demonstrou que o desenhado do sistema pode identificar as inconsistências entre o modelo geométrico e o meta-modelo desenvolvido com base no conhecimento obtido por engenheiros de diferentes domínios. Este estudo sugere que um modelador geométrico introduzido no desenho do sistema que não é necessariamente equipados com visualização de formas complexas e as características e métodos de avaliação numéricos fornecidos pelo CAD/ CAE, isto porque os desenhadores nesta fase ainda podem alterar as configurações físicas de forma significativa.
Decomposição funcional suportada por SA-CAD expressa como os desenhadores dos sistemas dividem um problema de desenho num nível de sistema em que os problemas menores o desenho sobre subsistemas e componentes, cuja estrutura e comportamento ainda não estão definidos. SACAD permite que os desenhadores do sistema conectar com funções com os parâmetros de entidades dentro de um modelo de produto em que a decomposição funcional nem sempre corresponde à hierarquia estrutural. Com esta abordagem de decomposição a hierarquia estrutural é definido por operações como a introdução de novas entidades através da instanciação de características físicas, delegação de várias entidades e definição de relações de inclusão como um tipo de relações espaciais. O desenhador do sistema pode executar essas operações em qualquer ponto em decomposição função com SA-CAD. Como um dos principais métodos para criar a hierarquia estrutural de um produto por meio da decomposição de função a abordagem tornou-se um facilitador de comparar os métodos baseados em função de decomposição com outros métodos tais como métodos de modularização que assumem que componentes, subsistemas e suas interfaces são bem definidas antecipadamente de decomposição estrutural.
As relações dos parâmetros de produtos identificados no desenho do sistema com SA-CAD são vantajosas porque eles podem ser reutilizados em fases posteriores do desenho, que realiza a validação e verificação de subsistemas e componentes, com análise quantitativa como por exemplo, simulação e visualização de ferramentas. No entanto, para isso, a informação dos desenhos armazenados em diferentes sistemas de modelação deve ser consistente em termos não só de conteúdo mas também a representação.
4.2. Trabalho futuro
Usando SA-CAD para o desenho do sistema requer um esforço considerável na preparação das bases de conhecimento incluindo as definições de decomposição das função e a realização de funções características físicas e dos fenómenos físicos para a selecção de parâmetros. Este esforço deve ser minimizado como por exemplo através da realização de mais pesquisas sobre o conhecimento da utilização do desenho do sistema. Além disso a SA-CAD actualmente lida com onze tipos de relações espaciais e treze tipos de relações temporais, mas essas relações devem ser prorrogado nos termos das solicitações dos desenhos do sistema. Para preparar as bases de conhecimento universalmente aplicáveis ​​seria difícil mas concentrando-se em certos tipos de produtos, estes problemas de escalabilidade poderão ser mitigados. SA-CAD actualmente avalia relações geométricas e comportamentais através de operações binárias ou seja se os modelos geométricos e de processo são consistentes ou inconsistentes com as especificações. Essas relações podem ser avaliadas com outros critérios qualitativos e quantitativos, e ao fazê-lo SA-CAD torna-se capaz de sugerir estrutura alternativa e comportamento dos produtos que iterativamente melhorar o desempenho dos produtos em sistema de arquitectura. O desempenho pode ser medido em termos de do consumo de energia a sua ocupação no espaço e o seu custo. Alguns estudos propostos de critérios específicos de desempenho para os sistemas complexos tais como produtos mecatrónicos como exemplo a capacidade de adaptação. SA-CAD deve utilizar as relações de parâmetros derivados de estrutura alternativa e comportamento de produtos para o desenvolvimento sistemático do desenho do sistema alternativo.
Actualmente pode ser pesquizada a possibilidade de ligar expressões matemáticas entre os SA-CAD e uma ferramenta de software para o desenho e análise de controlo em modeladores de comportamento, tais como o MATLAB/Simulink. A motivação da investigação decorre de compatibilidade parcial entre o parâmetro da rede do modelador e dos modeladores com outro comportamento. Eles são compatíveis em termos de parâmetros e suas expressões matemáticas, com base na compatibilidade o parâmetro modelador pode ser usado para recuperar os modelos definidos nos modeladores noutros comportamentos e vice-versa. Um exemplo de incompatibilidade é que os modelos de produtos sobre estes modelos de comportamento são fluxos de sinal com entradas e saídas, enquanto o parâmetro de rede modelador não. A fim de conectá-los as expressões matemáticas na SA-CAD deve estar alinhado com entrada e saída de representação como um dos resultados do estudo SA-CAD poderá apoiar o desenvolvimento da função e estrutura dos produtos no desenho sistema. No entanto a fim de avaliar as suas vantagens e inconvenientes o método de decomposição da função devem ser comparados com os de outras abordagens propostas no campo da modelação da função como por exemplo.
5. Síntese e conclusões
O documento propôs um quadro de desenvolvimento de produtos para o desenho conceitual de produtos complexos multidisciplinares em que os desenhadores do sistema desempenham um papel crucial na decomposição do sistema hierárquico e gestão consistência das informações de desenho com engenheiros de domínio. A estrutura suporta os desenhadores do sistema para desenvolver modelos de produtos com tanto funcional e simbólico assim como com parâmetros de níveis de descrições. Quanto ao quadro o estudo pode constar que o desenvolvimento concomitante de descrições funcionais e parâmetro de nível é crucial para o desenho do sistema para se comunicar com os engenheiros de domínio através do desenho do sistema.
Quanto aos modeladores e o seu aspecto como os modeladores geométricos e modeladores de processos em SA-CAD em desenho de sistema são úteis na modelação e visualização do desenho do sistema para que os desenhos do sistema e engenheiros de domínio avaliem a consistência entre as descrições de sistema com suporte computacional.
O conhecimento sobre os fenómenos físicos é essencial para fornecer uma conexão entre as descrições funcionais e parâmetro de nível de descrições, quando as correspondências entre funções e elementos estruturais não foram estabelecidas como sejam blocos de construção não estão disponíveis. As acima as três conclusões do estudo não foram encontrados pelo estudo de métodos de função de modelagem para o desenho conceitual como se descreve na seção 1.2, pois estes métodos por si só não podem suportar desenhos dos sistemas sobre parâmetro de nível de descrição de um produto, o que praticamente determina e restrições dos estrutura e do comportamento que reflectem a influência da modificação da descrição simbólico na dependência de parâmetros. Além da estrutura de modelação pode ser visto aqui que SA-CAD apresenta-se como uma implementação piloto do sistema CAD para apoiar as tarefas de desenho de sistemas. Para o melhor conhecimento os sistemas CAD sob medida para que as tarefas dos desenhadores do sistema com a decomposição sistema hierárquico e várias disciplinas ainda não foram apresentadas em outro lugar. Na indústria o papel dos desenhadores de sistema se torna mais e mais importante no desenho conceitual de produtos complexos multidisciplinares tais como sistemas de mecatrónicas porque as suas funcionalidades, bem como tamanho e do grau de multidisciplinaridade podem aumentar. E quanto às funções dos sistemas de geração de CAD na indústria pode ser diversificada devido aos tipos de produtos e organização de equipas de desenvolvimento de produtos. No entanto com base no desenvolvimento e emprego de SA-CAD, juntamente com alguns parceiros industriais pode-se concluir que os sistemas de CAD para o desenho conceitual na indústria deve direccionar para o desenho do sistema de como uma das próximas metas, e devendo apoiar os desenhadores não só só o sistema, mas também deixar os desenhadores lidar com a separação, gestão e integração de problemas de grande escala no desenho.
Enviar um comentário