Ideias sobre o futuro próximo da robótica

Os fabricantes de robôs industriais definem metas para se tornarem provedores de serviço de robótica. Porque o futuro da automação está na cooperação direta entre humanos e robôs Para que um robô seja capaz de trabalhar com segurança com os seres humanos, uma nova geração robô é necessário, as máquinas devem ser sensíveis e em conformidade.
No mundo da produção robôs sem jaulas e seres humanos que trabalham em conjunto e estão permitindo novas possibilidades para as configurações das novas fábricas modernas, desde pequenas lojas com programas simples e robôs fácies de ligar e programar estão a fazer incursões ajudando os trabalhadores da produção utilizar estes novos colegas de robots para aliviar algumas de suas tarefas menos qualificadas por este meio libertando-se para fazer o trabalho mais produtivo. Workshops em robótica colaborativa estão a surgir mais nas feiras industriais e estão apresentando produtos de transição para o mundo do serviço e da robótica colaborativa.
Nos mercados voláteis a diversidade de produtos de variedade múltiplas e com ciclos de vida do produto curtos significa que a produção tem de se adaptar rapidamente às novas condições, seja devem ser versátil. Estas novas condições foram dadas ao termo “Indústria 4.0” na Europa e “Smart” nos EUA, e em muitos casos, esses termos significam um afastamento total automação rígida para a partilha de trabalho flexível entre humanos e robôs.
Utilizando o robô como assistente de produção torna a produção mais versátil do que nunca e permite inteiramente novos conceitos na fabricação. A indústria 4.0 e o impulso Smart estão já em muitas frentes, a DARPA está investindo em material militar filiado a serviços de fabricação de demonstração instalações que irão fornecer um recurso duradouro, partilhado para fornecer à comunidade de fabricação com maior acesso a abrir fabricação e investigação e desenvolvimento, essas instalações irão possuir: Servir como repositórios de conhecimento focada na indústria de produção e infraestruturas; demonstrar independentemente desenhos técnicos, processos de produção, modelos de processos de manufactura de produtos; avaliar e curar modelos de produção, qualificação esquemática do material ou processos dos dados informáticos.
Nos Estados Unidos da América a administração do presidente está a pressionar o avanço na Manufatura Avançada em muitas frentes, as novas instituições são padronizados após o sucesso do Instituto Fraunhofer, na Alemanha. Na verdade uma equipe do Fraunhofer visitou os EUA no ano passado e encontraram-se com várias pessoas da manufatura e sistema cibernéticos robotizados e descreveram sua fórmula para a parte da política científica e tecnológica e visitaram, e a proposta para estabelecer uma rede nacional de produção de inovação levou ao lançamento de quatro novos centros de automação e tecnologia de fabricação em os EUA até o final deste ano.
Os principais fabricantes de robôs conseguem ver os processos de desenvolvimento e transição para os novos mercados. Muito dessas ideias estarão na AUTOMATICA 2014 este ano ao serviço da robótica, e explorar a Industria 4.0 e manufatura avançada junto com a observação em primeira mão dos grandes fabricantes de robôs para a área de negócio dos serviços de robótica e automação.
Será que existem grandes ideias na de robótica na praça pública e o que esta a faltar
Quando os PC’s se tornaram disponíveis no início dos anos 90, havia sempre aplicações que eram necessárias como o Word, Exel, Acess., houve grandes avanços nas indústria e vários tipos de mercados imprevisíveis e causaram grandes perturbações, que foram; Os diretores e executivos podiam digitar a sua própria correspondência mais rápido do que lidar através de uma secretária assim eliminando necessidade dessa ocupação; muita gente podia beneficiar no trabalho e em casa cruzados os dados em colunas, assim não havia tanta necessidade para guarda-livros e vendedores porque cada pessoa podia fazer os seus cálculos; o conceito de relacional nunca foi antes entendido como encontrar algo utilizando uma palavra-chave que liga as bases de dados conjuntamente para encontrar a informação em vez de processar uma serie de dados.
Rodney Brooks da Rethink Robotics do iRobot e MIT têm fama vindo a introduzir um conceito que for introduzido um robô barato e fácil de ligar para pequenas empresas, lojas, os próprios trabalhadores vai encontrar utilidade para não fazerem o trabalho pesado e não gostam de fazer, tornando assim as pessoas mais propensos e mais produtiva fazendo as coisas que eles gostam de fazer. Por causa de toda a atenção da média em todo o mundo nos últimos anos, incluindo os media financeiros, os empresários estão a começando a entender a mensagem do MIT. E como ocorreu nos anos 90, uma vez que se compreendam os conceitos, eles podem visualizar como eles podem utiliza-los e, em seguida tornam-se dispostos a adquirir.
Podendo se observar isso nos laboratórios, pequenas lojas e médias empresas em todo o mundo. Nos negócios está se a tornar comum que a assistência robótica é necessária para manter postos de trabalho, aumentar a produtividade e reduzir os custos gerais seja mais coisas para os executivos.
Além disso poder-se à observar o movimento de produtos como eletrodomésticos, ferramentas, carros para produtos inteligentes e em seguida, depois para produtos robóticos inteligentes interligados, isso vai exigir novas definições do que é um robô. Produtos robóticos como existem em bastantes áreas como finanças e diagnósticos. O progresso está sendo realizado por limitações nas aplicações que é preciso para realizar inteligência artificial, mas nesse campo está-se a progredir a um ritmo acelerado e que está sendo comercializado rapidamente
O restante desta década existem demasiados momentos de ruptura em frente devido: regulamentação do espaço aéreo e como irão atuar as situações emergências e outros tipos de situações; os avanços na IA inteligência artificial que irão acelerar todos os outros desenvolvimentos de investigação, produtos inteligentes que se tornam em robôs; novos mercados para robôs como, agricultura, construção, arquitetura, agrimensura, pequenas lojas e fábricas, busca e salvamento, medicina, e outros.
Pode-se apenas contemplar a ruptura que existirá partir de 2020!










Enviar um comentário