Noções básicas de gestão de CAD

Noções básicas de gestão de CAD, quando a força bruta falha e os sistemas integrados de gestão de dados dos produtos é demasiado.
Uma visão geral executiva é que a engenharia é por natureza uma disciplina lógica e estruturada, então não é nenhuma surpresa observar o nível de organização que os engenheiros ou técnicos aplicam aos desenhos técnicos seja aos ficheiros CAD.
Infelizmente muitos engenheiros gerem e arquivam os ficheiros CAD nos discos utilizando nomes com significado, mas como o número de engenheiros e técnicos aumenta em determinados projetos, a gestão dos ficheiros com uma estrutura de diretórios fica cada vez mais arriscado, apenas transformar a estrutura de diretórios de uma unidade compartilhada não é suficiente para gerir as múltiplas iterações dos desenhos que são confidenciais e é se sempre necessária a versão mais recente, ou certificar-se de que outro desenhador não substitui seu trabalho por outro desenhador, ou apenas não conseguir encontrar o ficheiro de se está à procura.
Alguns reconhecem as deficiências e os riscos duma abordagem da gestão CAD manual enquanto outros estão a pequeno passo de aprender da forma dura, uma abordagem não gerida funciona bem para uma pessoa mas quando alguém pede algo e gasta metade de um dia a lutar para obter o conjunto de dados então pode-se acabar por obter um protótipo e descobrir é de versões antigas.
Além de gerir o seu próprio trabalho alguns engenheiros trabalham num vácuo, pelo que devem de coordenar com outros desenhadores, empreiteiros, fornecedores, empresa de prototipagem, fabricantes de contrato, e outros que necessitam dos dados de CAD para fazer seus trabalhos. PDM e PLM são sistemas formais tradicionais projetados para ajudar a controlar os fabricantes, aceder e compartilhar seus dados de CAD, mas este tipo de soluções são dispendiosas devido aos custos da administração das tecnologias de informação.
Para uma abordagem simples da gestão CAD, a abordagem baseada nas nuvens pode proporcionar benefícios importantes com investimento reduzido significativamente.
Os engenheiros têm de fazer alguma coisa, vivendo num ambiente não gerido é altamente ineficiente e propensos os erros, para as empresas que têm crescido no meio destas confusões podem estar cansados ​​de cruzar os dedos e esperar e pedir não se produzam ou não peçam as partes ou peças que estão erradas, talvez seja tempo para uma solução prática. Felizmente existem mais opções disponíveis hoje do que nunca incluindo novas ferramentas baseadas na nuvem, sendo o tempo para uma discussão racional de explorar os requisitos básicos para a gestão de dados CAD e discutir se eles podem ser alcançados sem o custo e a complexidade que tornam as soluções tradicionais impraticável para muitos produtores de pequenas dimensões, neste post conclui uma abordagem de gestão de dados CAD simplificada, baseada nas nuvem que pode proporcionar benefícios importantes com uma redução significativa do investimento de tempo, dinheiro e conhecimento de administração das tecnologias de informação.
Compreender a necessidade da gestão de dados CAD, antes de discutir soluções vou descrever brevemente a necessidade duma empresa gerir os dados CAD, a maneira mais fácil de entender os benefícios da gestão de CAD é através da compreensão dos problemas que os dados não geridos traz, as equipes de engenharia que não gerem dados de CAD ou talvez mais precisamente que gerem manualmente os dados de CAD, sofrem de uma série de questões consistentes, pelo que estes não têm uma única versão da verdade e não possuem lugar para ter certeza de que tem o arquivo mais recente, resultando em: Ineficiência – pelo que é preciso muito tempo e esforço para encontrar a versão mais recente de um projeto, e talvez o mais importante de duplo controlo para garantir que eles tenham realmente encontrado o mais recente projeto leva tempo e esforço extra. Substituições – sem nenhuma maneira de saber quais arquivos estão em uso, os desenhadores podem sem saber estar a trabalhar no mesmo arquivo em paralelo, quem salvar primeiro é que guarda o trabalho, os outros tem o trabalho perdido. Erros – Inevitavelmente alguém que utiliza a versão errada de um arquivo e faz um erro, fazem com que essa parte ou peça não seja produzida e isso ineditamente custa tempo e dinheiro.
As equipes de engenharia que não gerem dados de CAD ou talvez mais precisamente manualmente gerem dados de CAD sofrem de uma série de questões consistentes. Estes problemas são comuns em equipas tão pequenas quanto duas pessoas, na verdade alguns técnicos afirmam que após um ano ou dois possuem problemas semelhantes, mas para tornar a situação mais desafiador, os técnicos que que trabalham sozinhos mesmo que sejam o único engenheiro na empresa, Existem uma série de outras pessoas de dentro e fora da empresa que desempenham papéis no desenvolvimento, aquisição, produção, comercialização, venda e suporte de produtos. Técnicas informais de partilha de CAD, tais como a comunicação via e-mail ou outras técnicas de compartilhamento de arquivos manuais, estende problemas em toda a empresa e na cadeia de abastecimento, as questões específicas incluem: Perda de produtividade – como o número de pessoal não técnico que necessita de acesso a dados aumenta, a carga de trabalho para criar imagens e representações leva tempo de desenho. Risco – os desenhos são compartilhados de formas inseguras que colocam o conhecimento da empresa em risco. Erro maior – determinar-se a versão correta internamente e a fácil em comparação com um contracto com um fabricante procurando através dos e-mails para encontrar o desenho mais recente.
No lado positivo a melhor gestão CAD também ajuda os fabricantes a colaborar de forma mais eficaz, um dos principais benefícios deste oferece-lo para obter um feedback antecipado ao desenhadores assim que os produtos são bem produzidos à primeira, antes das implicações do custo e o tempo de mudança suba, como se observa na IMAGEM01. A partilha de ficheiros CAD com outros técnicos, outros departamentos da estrutura da empresa, fornecedores e até mesmo cliente ajuda a identificar e resolver problemas de início e optimização dos desenhos.
IMAGEM01
IMAGEM01
A procura de outras opções de gestão de dados CAD têm muitas opções a considerar incluindo abordagens manuais/não geridas de partilha de ficheiros, sistemas formais como PDM/PLM, e sistemas baseados na nuvem como se observa recentes. Cada uma delas tem prós e contras e exige compensações, pode-se observar para cada uma destas soluções e como apoiar as capacidades para controlar, aceder e compartilhar ficheiros CAD, como se observa na IMAGEM02 o quadro de gestão de produtos de CAD.
IMAGEM02
IMAGEM02
A opção de uma abordagem manual, talvez seja a forma mais comum para gerir os ficeiros CAD que estão numa unidade compartilhada com uma estrutura de diretórios e as convenções de nomeação de ficheiros, esta situação pode funcionar mas traz riscos e limitações significativas, pelo é mais fácil quando é só para uma pessoa mas quando adicionamos uma segunda pessoa é difícil ter a mesma estrutura de arquivos e ter a revisão em dia. Estas abordagens manuais são melhores do que nada mas em todos mas os cenários mais simples levam a erros, como a complexidade e número de técnicos aumenta as abordagens não gestão desmoronar-se, baseando-se que as pessoas sigam as regras manuais eventualmente, leva a problemas. Esta abordagem frequentemente resulta em erros discutidos anteriormente especificamente substituindo o trabalho do outro usando a versão errada de um arquivo e várias pessoas trabalhando no mesmo arquivo, assim como perda de produtividade.
Com aumento da complexidade e o aumento do número de técnicos as abordagens não de gestão desmoronam-se, e as abordagens manuais também são insuficientes quando se partilha desenhos com outras pessoas, e enviar um ficheiros CAD de 20 Megabits através do correio electrónico é complicado, e se alterações que uma pessoa depois tem fazer e repetir tudo de novo. A abertura de acesso a unidades compartilhadas requer o conhecimento de coisas como o acesso seletivo, VPN e firewall, estas formas não são triviais de se configurarem e manter e tomar recursos técnicos limitados ou ilimitados tanto para quando não se está na empresa ou se está na rede da empresa, algumas empresas costumam recorrer a correio electrónico, disco externos portáteis, FTP e outras técnicas inseguras e não confiáveis​​.
Correio electrónico e outras técnicas de partilha de ficheiros manuais são demoradas e propenso a erros, e levam a múltiplas versões de arquivos em caixas de entrada das pessoas ou em seus discos rígidos, e isso torna quase impossível ter certeza de saber qual arquivo é o mais recente, e isso pode levar á produção de coisas erradas.
Explore as opções como os sistemas mais formais de PDM – “Product Data Management” ou PLM – Product Lifecycle Management”.
O PDM oferece capacidades formais de controlo, acesso e compartilhar de desenhos, pelo que ajuda a orientar com eficiência, reduzir custos e melhorar o tempo de implementação para o mercado, o PDM oferece os conceitos básicos de gestão ficheiros CAD e fornece recursos avançados para e gestão e das listas de peças as BOM – “Bill Of Material”, assim como a gestão dos processos e compreende e estende a empresa internamente e externamente para uma plataforma corporativa para gerir processos, como os impactos ambientais, custos, qualidade, e muito mais. Essas soluções podem gerir regras complexas e processos de negócio que são normalmente utilizados por grandes organizações que exigem um maior nível de coordenação e controle, nos últimos anos PLM aumentou significativamente, podendo observar-se IMAGEM03 uma forma simplificada do PLM, isto tudo é positivo para alguns, mas com o aumentou do espectro do PDM fica demasiado complexo para os outros. Assim ao adicionar um sistema PLM pode adicionar uma sobrecarga de trabalhos e não têm valor para as empresas que gerem projetos pequenos ou médios.
IMAGEM03
IMAGEM03
PDM e PLM foram estendidos para a colaboração externa, mas são muitas vezes vistos como formas complicadas para compartilhar por causa do nível de controlo que fornecem.
Devido a isso muitos sistemas tradicionais são trabalhados em torno devido ao tempo e esforço necessários para configurar os parceiros externos como se observa na IMAGEM04 a partilha de ficheiros e podem de uma certa forma estes sistemas fornecer uma maior controlo, mas também exigem mais dos seus utilizadores e pode ser considerado um exagero para pequenas equipas de projeto.
IMAGEM04
IMAGEM04
PDM e PLM são os sistemas da empresa e exigem um investimento de tempo e recursos para implementar, para alguns essas soluções tradicionais ou estão fora do alcance ou visto como não vale a pena o tempo e o dinheiro necessários para implementá-las devido ao alto custo complexidade e demanda de recursos de administração de tecnologia de informação. Mas para muitos o maior obstáculo é o tempo e habilidade necessária para configurar e gerir os ambientes, os sistemas necessitam e tempo para gerir e administrar. Os técnicos podem gerir os servidores dos sistemas mas muitos sentem que seu tempo é melhor gasto a fazer outras coisas.
Para alguns, essas soluções tradicionais ou estão fora do alcance ou visto como não vale a pena o tempo e o dinheiro necessários para implementá-las devido ao alto custo, complexidade e demanda de recursos de tecnologias de informação.
Os fornecedores de PDM e PLM têm investido na redução das barreiras de implementação e adopção através da introdução de soluções simplificadas que vêm pré-configurados e no mesmo pacote da infra-estrutura necessária. Outros estão oferecendo ambientes de alojamento para remover a necessidade de administrar servidores, apesar do alojamento reduzir a demanda das tecnologias de informação de aplicações tradicionais não é o mesmo como na nuvem, pois pode resolver o problema dos servidores mas ainda requer a administração e muitas vezes tem implicações de desempenho.
A nuvem para partilha de dados CAD, oferece uma solução sem as tecnologias de informação administrativas ou outras despesas gerais de implementação, existem inúmeras vantagens para aplicações em nuvem, incluindo escalabilidade e armazenamento praticamente ilimitada para que os utilizadores não tenham de que se preocupar com a falta de espaço em disco.
Mas infelizmente muitos técnicos olham para soluções desenho técnico como os consumidores e transformaram os serviços de partilha arquivos como o Dropbox, o Google Drive, ou outros. Este tipo de partilhas através da nuvem estas tem bons conceitos, mas tem muitas deficiências que os tornam impróprios para o uso profissional, especialmente para o gestão de dados de CAD, é que é se esperado ser capazes de compartilhar facilmente informações e discuti-las com base em aplicativos que usamos em nossas vidas pessoais, parecido ao facebook, mas o facebook também falha para o desenvolvimento de produtos porque simplesmente não está designada para os requisitos dos técnicos de CAD
Poder-se-ia criar um Dropbox para trabalhar com consultores externos, mas então quantas pessoas poderiam aceder a informação proprietária?
A primeira preocupação que muitas pessoas têm sobre soluções em nuvem é a segurança. Para soluções específicas esta é muitas vezes um mito porque fornecedores conseguem ter acesso a segurança especializada assim como experiencia. Mas estas páginas Web de partilha como os acima são optimizados para facilitar o acesso sem qualquer controlo, e nunca foram destinados a fornecer a proteção IP adequado para os desenhos. E além da segurança, as páginas Web de partilha de arquivos em geral não têm a intenção de gerir ficheiros grandes e complexos, assim como não oferecem memória de chace, replicação seletiva, e outros recursos necessários para o desempenho com dados CAD. Enquanto a partilha de dados pode ajudar mas estas páginas Web não estão projetadas para oferecer o controlo necessário para o desenho técnico mecânico. Estas páginas Web de partilha de dados generalistas não são feitos para resolver os desafios de revisões ou impedir a substituição do trabalho de alguém, além disso não compreende desenhos de desenhos conjuntos de montagem ou conjuntos por isso a importação de modelos poder ter consequências desastrosas para os dados CAD.
Para identificar requisitos básicos para a gestão de CAD, o ideal seria tirar o melhor de cada uma das opções acima, poder-se-ia ter a facilidade de capacidades das soluções na nuvem com o controlo das soluções tradicionais de gestão de dados CAD e a implementação e partilha para alcançar esse objectivo. Mas que ferramentas mínimas de gestão de dados são necessárias para começar a fazer o trabalho? Abaixo tentar-se á abordar as necessidades básicas para o controlo, acesso e partilha de dados CAD e produtos relacionados.
A demanda mais básica de gestão de dados CAD é ter um controlo sobre os ficheiros, assim isso ajuda a evitar erros de usar os arquivos errados, permite que as pessoas trabalhem simultaneamente sem substituir os desenhos de uns dos outros, garante menos tempo de desperdiçado, e proporciona maior confiança em ter os dados corretos. Assim seja permite trabalhar em paralelo em desenhos conjunto mas têm que se estar à espera pelo desenho do colega, assim é fundamental haver um mecanismo de bloqueio de ficheiros para que os técnicos não sobrescrevam acidentalmente os arquivos e perdem o trabalho, ou o trabalhar no mesmo arquivo simultaneamente e perder tempo tendo que conciliar as mudanças.
É também crucial para a gestão das versões e o controlo do histórico dos desenhos com uma solução de gestão de dados CAD precisa de ser capaz de utilizar o histórico para voltar para às versões anteriores, mantendo assim a integridade dos desenhos conjuntos. Mas se a gestão de rastreamento e revisão do histórico não funcionar pode-se dar um passo atrás no projeto. Pelo que num modelo CAD as funções podem alterar ou não estar na mesma coordenada, que já difere do ficheiro anterior, ou podem se excluir referências se não ter o controlo para poder voltar atrás nas revisões anteriores.
Os principais requisitos para suportar os processos de controlo são:
Centralização – assegura que todos trabalham a partir dos mesmos dados
Versões e Revisões – marcarem determinados pontos no tempo do desenho e retém o histórico do modelo
Finalização do ficheiro – permite que as pessoas trabalhem de forma segura concomitantemente
Reversibilidade – permite que os técnicos restabeleçam automaticamente versões anteriores de arquivos e conjuntos recursos adicionais que vão além do básico incluem gestão das configurações, e a gestão da BOM, e comparações entre versões visuais. Estas são características desejáveis ​​se os modelos CAD estiverem disponíveis.
Além do controlo os técnicos precisam ser capazes de encontrar rapidamente e reutilizar os desenhos. As soluções de gestão de ficheiros CAD deve permitir ao desenhadores gastar menos tempo à procura e torna mais fácil para permitir que outras pessoas obter acesso aos dados de que necessitam, para não haver percas de tempo nas atividades de gestão dados sem valor acrescentado, e se um técnico não tiver acesso aos dados para os reutilizar, cria-se uma ineficiência e forçando o técnico a reinventar a roda e muitas vezes recriar os erros que já foram resolvidos.
Quando o diretor quiser visualizar um modelo que ele não vai baixar um visualizador, pelo que é fundamental que os engenheiros possam comunicar os desenhos internamente para obter feedback dos colaboradores internos. Essas pessoas não deveriam ter que se preocupar do download do visualizador, e muitos não podem, devido a restrições das tecnologias de informação. A solução deve ser que a visualização deve de ser feita através do explorador de internet e online, assim dá-se acesso a pessoas que são analfabetas no CAD.
É importante fornecer aos outros uma capacidade de visualizar os modelos CAD, embora eles não têm especialização ou licenças CAD, estando marketing, vendas e as direções a capacidade de visualizar os arquivos mais recentes, o significa que eles não têm que interromper processo do desenho técnico para fazerem screenshots e criar renderings. Os investigadores podem não possuir um sistema de CAD, o que permite rodar girar o modelo e dar feedback, assim evita que o técnico tenha menos interrupções das pessoas à procura de dados e evitar desperdiçar tempo crítico longe do desenho para dar assistência às pessoas.
Os principais requisitos para apoiar o processo de acesso são:
Acesso ao controlo – garante que apenas as pessoas certas consigam visualizar os desenhos dos produtos sensíveis;
Gestão e lançamento – indica que as revisões que são atuais e prontas para produção ou aquisição de material;
Serviço – permite que os departamentos adjacentes e outras partes interessadas visualizar os dados dos desenhos que necessitam para fazer seu trabalho sem sobrecarregar os desenhadores;
Visualização – fornece aos utilizadores não-técnicos sem experiência CAD ou licenças de CAD rever e interagir com modelos 3D, desenhos 2D, e outros documentos;
As características adicionais que aparecem em soluções mais modernas são mecanismos que permitem discussões sociais e comentários ligados ao desenho ou melhor ainda apenas visualizar apenas uma parte do desenho, assim com as discussões e comentários são parte do desenho em vez de estarem separadas do desenho por correio electrónico.
A partilha o amplia o valor dos dados de CAD e colaboração para além dos conhecimentos técnicos da empresa, a partilha CAD fora do firewall estende o valor de feito à primeira e melhora a qualidade além do feedback interno para incorporar parceiros, fornecedores e clientes. Também fornece-se informações para que outros possam começar mais cedo no seu próprio trabalho, sem ter que esperara pela partilha dos dados incluem CAD, mas também documentos de orçamentação e licitação, folhas de especificação, e outras informações comerciais.
Por partilhar desenhos através de correio electrónico é uma maneira de criar arquivos duplicados e abrir a oportunidade para erros. É claro que é fundamental para garantir a informação está sob controlo para que as empresas compartilhem o mais diretamente e a informação está sempre atualizada, porque assim também não se perde tempo a ver o correio electrónico a todo o minuto para ver se houve alterações nos desenhos, e no caso dos desenhos técnicos conjunto pode não se conseguir enviar o modelo todo.
Um dos benefícios da gestão de CAD é que não têm de rever os desenhos várias vezes, e isso dá uma maior confiança no trabalho.
Fornecedores, oficinas de prototipagem, fabricantes contratados e parceiros do desenho podem ter acesso seletivo dos desenhos, tendo sempre a versão mais recente e sem terem outro tipo de informações, apenas os dados que necessitam, e para além dos parceiros, a partilha com os clientes tem benefícios ainda maiores, que é mais envolvimento do cliente o leva a melhores resultados de um cliente mais comprometido. Tal como acontece com os recursos internos estes exigem fácil acesso, porque não é realista para a maioria pedir mais informação para não ter que contornar as VPN, firewalls, ou outras ajudas das tecnologias de informação.
Os principais requisitos para apoiar o processo de partilha são:
Facilidade de partilha – rápido acesso estável à página Web para os partidos externos como fornecedores e clientes e desenhos de parceiros;
Partilha seletiva – partilha diferente de informação com os parceiros;
Marcas e Feedback – captura externa e entradas de feedback com o histórico do desenho
Partilha por referência – providenciar hiperligações dos dados mestres para que não existam ficheiros duplicados;
Partilha de formatos neutros – providenciar acesso através de ficheiros reconhecidos pelas normas, que incluem ficheiros como IGES, STEP, DWG ed JT ou outros que os engenheiros utilizem.
Para além da partilha através da internet, e soluções mais avançadas pode providenciar a habilidade de partilha de dados CAD em múltiplas formas, por exemplo durante uma apresentação rapidamente aceder aos dados CAD e poder rodar no navegador de internet é grande benefício e eficiência porque anteriormente confiava-se em screenshots colocados em PowerPoint o que consome muitas horas de pessoal.
Outro benefício para além dos conceitos básicos para as aplicações contemporâneas para acesso dispositivos móveis como um Ipad que estendeu a oportunidade aos técnicos e outros na contribuição, decisão, ação e inovação do ciclo de vida do produto. Mas a implementação de aplicações PLM móveis são fundamentalmente diferentes dos que são designado para computadores, por isso não é simples fazer uma aplicação de um pc disponível para um Tablet, por isso é mais fácil mostrar rapidamente o que é bastante impressionante.
Nas seções anteriores colocaram-se fora os requisitos básicos de controlo, acesso e partilha de dados de CAD, assim como a discussão das opções de gestão de CAD atualmente disponíveis para produção, enquanto os sistemas formais que fornecem uma base forte para o controlo e o acesso a informações, o que pode sobrecarregar pequenas empresas e que realisticamente não conseguem assumir a carga de trabalho. Além disso as soluções tradicionais foram desenhadas com o controlo como o principal condutor, em oposição á partilha que são muitas vezes contornados a menos que existam um forte controlo no lugar que impeça a partilha.
Enquanto as soluções tradicionais podem ser muito, novas soluções como as aplicações que usamos na nossa vida pessoal e que oferecem muito pouco. Simples é mais fácil utilizar páginas Web para compartilhar dados que requerem pouco treino e que eleve a barra na usabilidade, conectividade e colaboração. Solução de computação por nuvens oferece uma baixa sobrecarga e baixas barreiras à entrada e oferecer um caminho para a frente quando o suporte das tecnologias de administração de informação não está disponível. Além disso a avaliação das oportunidades PLM nas nuvens conclui-se que as soluções nas nuvens são mais rápidas de implementar e portanto proporcionar retornos mais rápidos, e oferece uma abordagem de baixo risco com o tempo mais rápido de valor.
Enquanto as soluções tradicionais podem ser muito, novas soluções, como os aplicativos que usamos em nossas vidas pessoais oferecem muito pouco. Mas essas soluções devem lidar com as noções básicas de gestão de dados CAD. Embora as páginas Web de partilha de arquivos não são suficientes e criaram a base para aplicações baseadas na Web contemporânea para tirar proveito dos paradigmas dos utilizadores mais recentes popularizadas por aplicações de consumo e fornecer os recursos necessários para o controlo e acesso à partilha de dados. Nesta altura o momento certo para uma nova classe de soluções que oferecem recursos mais simples sem sobrecarga para resolver os velhos problemas de gestão de dados CAD.
A solução dá o básico, e aparenta simples de utilizar e é apenas uma espécie de funcionou imediato sem muitas configurações, essas soluções não serão susceptíveis de substituir as aplicações tradicionais fornecem outras opções. É o momento certo para uma nova classe de soluções que oferece recursos mais simples com sobrecarga reduzida para resolver os velhos problemas de gerenciamento de dados CAD.
Os tecnólogos e suas empresas não podem arcar com o risco contínuo de dados de CAD não geridos ou geridos manualmente, o potencial para o trabalho perdido, a baixa de produtividade e os erros é muito alta. A gestão de dados é um recurso fundamental de acordo com melhores práticas para a gestão de dados de desenho, que fundamentalmente são eficazes na gestão de dados do desenho e permite um melhor desempenho de desenvolvimento dos produtos. Mas ao mesmo tempo as soluções tradicionais têm sido demais para muitas empresas devido ao custo complexidade e falta de recursos de administração de tecnologias de informação.
Acho que possível o mercado esteja preparado para uma nova classe de soluções nas nuvens que são mais fáceis de implementar e não necessitam de tantos recursos de administração de tecnologias informação, podendo não fornecer o valor total e os recursos que os sistemas tradicionais oferecem menos barreiras e fazer a gestão de dados CAD prático para uma variedade maior de empresas. São certamente melhor do que o pensamento positivo é mais prático e viável para as empresas mais simples.
Enviar um comentário