O fim da modelação 3D

Detalhes sobre Projeto Tango da Google de visão 3D para dispositivos móveis, estão disponíveis desde de algum tempo. O orientador do protejo Johnny Lee demonstrou o dispositivo mais recente com uma placa gráfica da Nvidia Tegra K1, colocando um pouco de carne sobre os ossos de uma ideia, inegavelmente fixe.
A mais recente iteração de um dispositivo do projecto Tango, gravar a sua realidade circundante e torná-la o que você quer que ele seja, A Google está a trabalhar com quarenta pessoas activamente para colocar a visão de computacional a funcionar em dispositivos de consumo. As avaliações iniciais do Google I/O deste ano é que a empresa tem um monte de trabalho, mas talvez não tanto mágica. As apresentações mainstage abrangem a próxima versão L do Android, que vai ter o seu nome no final deste ano como produtos e de outros produtos que irão chegar ao mercado. O simples nome de código L vai abranger vários produtos da Google I/O e vários recursos dos telemóveis que cobrem o território de interesse da Google. As novas ferramentas para desenvolvimento de aplicativos vão desde coisas para vestir, dirigíveis, e dispositivos de visualizão como televisões tabletes e outros. Isso não quer dizer que não houve magia, o orientador de computação Johnny Lee, do Projeto Tango demonstrou a mais recente iteração de um tablet com um equipamento de visão. O novo dispositivo é o culminar de quatro iterações do projeto como a equipa trabalhou para reduzir o tamanho do módulo da câmara e produzir um dispositivo acessível prático. O dispositivo do tamanho de tablet é baseado em Tegra da Nvidia K1 com um SSD de 128GB e 4GB de RAM, também possui acelerômetros, duas câmaras uma câmara de grande angular e uma câmara tradicional, que se combinam para adquirir as imagens de profundidade e sensores de movimento. De acordo com relatórios publicados o kit de desenvolvimento vai custar 1.024 dólares e inclui SDK do Google.
Foi-se capaz de construir um modelo 3D a partir de dados adquiridos por um dispositivo do Projecto Tango. No Google I/O Johnny Lee demonstrou que o dispositivo pode não só observar, mas reconstruir o 3D. Demos de Lee demonstrou o dispositivo que está a mover-se no Google HQ, vários voos de escadas e para cima e baixo e também ao alongo, o dispositivo poderia construir um modelo 3D grosseiro dos ambientes em tempo real. Além disso a aquisição de dados e aplicação dos pós-processamentos pode resultar num modelo 3D realista do espaço. O modelo foi desenvolvido pela Matterport especializada em aplicações para equipamentos de visão. A sala que eles usaram está longe de ser um área intocada é um quarto em transição completa com caixas de embalagem, ferramentas, latas, cortinas, etc.
Primeiro de tudo a criação de um modelo de utilização de uma área com hardware consumível é decididamente interessante e em segundo lugar o modelo pode ser apenas o ponto de partida. O modelo pode fornecer as estruturas para diferentes ambientes para uma remodelação completa. Mesmo que o foco é o mercado consumidor não é surpreendente que a Autodesk e Trimble estejam entre os participantes activos do projecto Tango, o mundo da modelação 3D está a mudar rapidamente e está sempre com diferenças.
Enviar um comentário